05
Ago

Como é bom viver !

05 agosto de 2016 às 11:54

Como é bom viver !

Nosso Pastor costuma dizer que viver dói, pode se dizer também que viver dá trabalho.(Não falamos apenas da dor física).

Quais são as origens das dores da vida?

1. Pecado pessoal. Leia Salmo 32: 1-5

2.Decepções, frustrações, desencanto com a vida e/ou pessoas. Leia Romanos 12: 21;

Mateus 5.44; Filipenses 4:6-7 e 1 Pedro 5:6-9.

3.Incerteza da sua salvação. Leia Atos 4:12; João 1.11-13; João 3: 16; João 5:24; Romanos 3: 23; Romanos 5:12; Romanos 6:23; Efésios 2:8-9; Romanos 10:9-13;
João:10: 27 ' 29 e Romanos 8:37-39.

Realmente viver dói e viver dá trabalho, e porque dá trabalho, vamos trabalhar, vamos viver e viver bem para glória de Deus.

Mãos à obra:

-Separe diariamente um momento a sós com Deus.
-Escolha qualquer destes textos bíblicos. 
-Ore a Deus para que o Espírito Santo o ajude a entender.
-Destaque o que você aprendeu.
-Peça a Deus para que a verdade bíblica não apenas fique na sua memória, mas chegue ao seu coração, que quer dizer o centro da sua vida.

-Sugestão:Leia um por dia.

-Leia quantas vezes for necessário.Ex: Hoje, amanhã etc.

-Compartilhe com outros de acordo com a oportunidade.

Saiba que nossas dores podem ser aliviadas e que podemos crescer através delas se trabalharmos usando as ferramentas certas: Bíblia e oração e com atitudes certas: O desejo de ser cada vez mais parecido com Jesus qto ao seu caráter: mansidão e humildade espiritual.

Que Deus o abençoe.
Pastor Daniel Pacheco.

compartilhe:
  • Compartilhar facebook
  • Compartilhar twitter
  • Compartilhar Google +
  • Compartilhar Whatsapp
22
Jun

7 hábitos que tornam você infeliz e incompleto

22 junho de 2016 às 11:55

A única maneira de ter uma vida feliz e realizada é vivê-la ao máximo, um dia de cada vez

Redação, Administradores.com

Fazemos muitas coisas para sermos felizes, mas não importa o que fazemos ou o quanto conquistamos, às vezes ainda nos sentimentos miseráveis e incompletos. Ser feliz não é apenas sobre fazer mais, mas fazer as coisas certas.

O site Lifehack listou sete coisas que você (provavelmente) não está fazendo e, por isso, se sente infeliz, miserável e incompleto na maior parte do tempo. Confira:

1. Você não descobriu seu propósito

As pessoas mais felizes e mais satisfeitas são aquelas que acordam sabendo o que vão fazer a cada dia. Elas sabem o que as deixa felizes, o que as excita e isso é o que dá sentido às tarefas do seu trabalho. Se você está se sentindo infeliz e preso ao seu trabalho é porque ainda não descobriu o que lhe move. Não tenha medo de fazer essa incrível descoberta e, se necessário, começar tudo de novo.

2. Você não sabe qual o seu potencial

Não importa qual seja o seu propósito, persegui-lo nem sempre é um mar de rosas. Haverá dias em que você não se sentirá com vontade de trabalhar, vai estar desanimado com seus resultados ou a falta deles e é por isso que as pessoas desistem de seus propósitos. Quando você sabe o que pode realizar, também é capaz de se esforçar para atingir o máximo do seu potencial, mesmo que apareçam os maiores obstáculos no caminho.

3. Você não está recebendo amor

Muitas pessoas se sentem infelizes porque procuram o amor e aprovação de outras pessoas. Elas buscam afirmação de chefes, colegas e outras pessoas. Elas procuram constantemente por amor nos lugares errados. Abra-se e receba o amor que já está disponível, e você vai perceber o quão abençoado realmente é. 

4. Você não está dando amor

Atletas e celebridades sempre recebem muitas demonstrações de amor de outras pessoas. Mas muitos deles caem em depressão e dependência. Mesmo no auge de suas carreiras, muitos atletas e celebridades se tornam infelizes. Por quê? Porque assim como balões recebem ar, eles recebem muito amor, até que simplesmente estouram. As pessoas não são projetados para apenas receber amor, mas também para dar amor. Elas têm uma profunda necessidade de fazer a diferença.

5. Você não assume responsabilidades

Costumávamos depender de nossos pais para decisões importantes em nossas vidas, como qual escola se matricular e qual rumo tomar. Dependemos até mesmo dos nossos chefes para nos dar direção para nossas vidas. Então, perguntamos por que se sentir miserável e culpar outras pessoas! Mas a realidade é que eles não assumem o controle de nossas vidas. Damos-lhes o controle. As pessoas felizes e satisfeitas tomam de volta o controle das outros pessoas. Elas pegam de volta a responsabilidade por suas vidas. Elas fazem suas próprias escolhas e as suas próprias decisões. Elas agem e vivem a vida que querem, não o que os outros querem viver. Não permita que ninguém ou nada possa impedi-lo de prosseguir com o seu propósito.

6. Você não consegue se livrar de crenças limitantes e responsabilidades auto-impostas

Na maioria das vezes, não são as outras pessoas que estão lhe impedindo de alcançar a grandeza dentro de você. Na maioria das vezes, é você que impede a si mesmo, desencorajando a conversa interior. Deixe de lado suas crenças limitantes. As coisas podem não ser tão fáceis como parecem ser. Mas elas não são tão duras como você acha que são. Você provavelmente irá ter sucesso no que tenta. É só tentar. Além disso, deixe de lado suas responsabilidades auto-impostas. O mundo tem muitos problemas, mas não é você que irá resolver todos eles.

7. Você não está focando no momento presente

Muitas pessoas são infelizes porque estão muito presas no passado ou vivendo muito longe no futuro. Elas estão presas em suas mágoas ou na glória do passado, se preocupando muito com as coisas que provavelmente não vão acontecer, ou com o futuro sucesso. Portanto, não podem desfrutar do que já têm. A única maneira pela qual você pode viver uma vida feliz e realizada é vivê-la ao máximo, um dia de cada vez.

20
Jun

Amor e ódio | Sentimentos de aproximação | Pr. Fernando Araujo

20 junho de 2016 às 23:18

Estudiosos, dos sentimentos e emoções humanas, as classificam nas mais diferentes formas. 
 
Há aqueles que apresentam o amor, o ódio, o medo e a culpa como sentimentos básicos. Amor e ódio são considerados como sentimentos de aproximação. A figura bíblica que se aproxima do seu irmão para tirar-lhe vida é Caim dominado pela fúria, conforme registra o livro de Gênesis 4. 1-8.